Cabeça

Cabeça
Neste momento a Aldeia da Cabeça é a 1ª aldeia LED de Portugal!

segunda-feira, 6 de Junho de 2011

História da Cabeça

Os Cavaleiros das Esporas de Oiro, foram, diz-se, os que fundaram a Cabeça.
Eram três homens estranhos, parece que de alta gerarquia que, perseguidos, tinham a cabeça a preço. Vindos de traz da serra, perderam-se entre brenhas e com as sua riquezas e adornos, cavaram à beira de água a sua casa, camuflaram-na de oliveiras e aqui só o céu os via, tão ínvios eram os caminhos.
Viviam como Ermitas. A tristeza alongava-lhes os dias. Tinham deixado a sua terra e como deveriam recordar o sol da planície, o horizonte vasto das alturas !
As feras rondavam-lhe a casa a todas as horas da noite. E de dia, quando as neves cobriam as alturas, ficavam-se a olhar numa melancolia de dor. Um, em cada dia, tinha por obrigação percorrer as veredas, em reconhecimento e raro lobrigavam viva alma !
Assim andaram durante muito tempo, em demanda do amor, até que um dia se puderam aproximar duma povoação, disfarçados de pastores e porque ali eram formosas as mulheres, tão belas como as estrelas que viam nos céus, quando alta noite, tudo era silêncio, cada um raptou uma donzela. Cavalgaram para o seu refúgio onde as encheram de riquezas e de beijos. E à volta da casa, da qual ainda hoje existem vestígios, outras mais se ergueram. Foram procurar escravos que desbravaram os terrenos que criaram os rebanhos e fundaram então a Cabeça, que ainda tem casas não superiores às das idades pré - históricas.